Carvão ativado

Lemos na Wikipédia que o carvão ativado "é um material de carbono com porosidade bastante desenvolvida" e "tem a capacidade de coletar seletivamente gases, líquidos ou impurezas no interior dos seus poros, apresentando portanto um excelente poder de clarificação, desodorização e purificação de líquidos ou gases." 

 

Na realidade o carvão é carbono.

 

Torna-se ativado ao ser tratado com oxigênio que vai abrir uma infinidade de minúsculos poros, o que lhe confere uma imensa capacidade adsortiva. Estima-se que tem capacidade de adsorver centenas de vezes o seu peso. Se desejar, veja mais informações em Wikipédia

 

Adsorver é a capacidade de atrair e reter outras substâncias, tais como toxinas, partículas e moléculas voláteis, inclusive aquelas que provocam mal odor. 

 

Carvão ativado em pó.

Sua aplicação em medicina
 

É muito antiga a utilização de carvão em problemas de saúde.

 

Médicos do antigo Egito já recomendavam o carvão para diversas enfermidades. Consta que Índios Norte Americanos usavam o carvão para infecções da pele. O uso médico do carvão é anterior ao Papiro Egípcio Ebers de 1500 B.C. e com Hipócrates (400 B.C.) o seu uso estava indicado em epilépticos e doentes com Antraz. Após o processo de ativação ( 1870 a 1920) as publicações médicas passaram a divulgar o uso do carvão ativado para distúrbios intestinais e como antídoto nos casos de envenenamento.

 

O carvão ativado vem sendo usado há muito tempo em situações emergenciais de envenenamento oral, na medida em que pode adsorver grandes quantidades do veneno no estômago. Atualmente o carvão ativado passou a fazer parte do arsenal de enfrentamento das feridas crônicas como desinfetante e desodorizador, como veremos mais adiante.

Carvão ativado e feridas crônicas

 

A experiência de quem lida com o tratamento das feridas crônicas deixa muito claro os efeitos negativos provocados pelo mal odor na qualidade de vida desses pacientes. Muitos relatos conhecemos envolvendo essa questão na vida familiar. De forma que neutralizar esses odores é uma tarefa inadiável. E a capacidade adsortiva do carvão ativado pode neutralizar essas partículas voláteis emanadas das feridas.

 

Não cabe aqui descrever os processos metabólicos envolvendo os tecidos necróticos, bactérias dos mais diferentes tipos e outros fenômenos responsáveis pelo mal cheiro de certas feridas. É sabido que a presença de infecção por aeróbios e anaeróbios está associada ao mal odor. Portanto, o combate à infecção, de todas as maneiras disponíveis, é mandatório nesta questão.

Enquanto a causa do mal odor não estiver resolvida, os curativos baseados na tecnologia do carvão ativado e na sua capacidade de adsorver partículas voláteis, mal cheirosas ou não, podem melhorar muito a vida social de nossos pacientes.

Indicações principais:

 

  • Adsorção de malodor.Neste caso, pode ser usado como curativo secundário.

  • Feridas infectadas quando o carvão ativado estiver associado à prata

  • Drenagem de exsudato leve a moderado

Desvantagens:

 

  • Dependendo do formato de fabricação, não pode ser cortado.

  • Maceração do entorno quando usado em feridas muito exsudativas

  • Em algumas apresentações os bordos da embalagem contendo o pó de carvão ativado pode traumatizar peles muito friáveis quando sob terapia compressiva (Unna, multicamadas, etc)

Dicas e sugestões:

 

  • Pode ser usado sob dispositivos de terapia compressiva.

  • Pode ser colocado em feridas mais fundas e/ou tunelizadas, tendo-se o cuidado para não provocar ruptura do curativo com vasamento do conteúdo.

  • Quando necessário, convém aplicar cobertura não aderente para proteger o leito da ferida. Em algumas situações o curativo pode aderir ao leito e provocar danos na retirada. Outra conduta é, nas feridas com pouco exsudato, aplicar um camada de hidrogel.

  • Em feridas muito exsudativas o carvão ativado deve ser trocado com frequência maior (duas ou três vezes por semana) ou aplicado em associação com outros curativos de absorção. A saturação do carvão pelo exsudato pode reduzir sua eficácia.

  • No caso do Actsorb Plus é conveniente umedecê-lo com soro fisiológico antes de sua aplicação.

Produtos

  • Actisorb Plus Ag - Systagenix

  • Askina Carbosorb - (B. Braun Medical)

  • Carboflex - (Convatec)

  • Carbonet - (Smith & Nephew)

  • Vliwaktiv - (Lohmann Rauscher)

Sugestões de leitura:

 

  1. Effect of activated charcoal dressings on healing outcomes of chronic wounds - 

    J.C. Kerihuel, MD, Scientifi c Manager, Vertical, Paris, France. Email: jc.kerihuel@vertical-harm.com

  2. Acute and Chronic Wounds. Currente Management Concepts - 3ª edição; Cap.22; Oncology-Related Skin Damage; Margaret T. Goldberg & Margaret Mcginn-Byer

  • Facebook ícone social

© 2023 por Medicina Alternativa. Orgulhosamente criado por Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now